sábado, 19 de novembro de 2016

Taxa de juros para financiamento de imóveis é reduzida pela Caixa



A Caixa Econômica Federal, responsável pelo maior número de financiamentos de imóveis do Brasil, anunciou redução das taxas de juros. Os novos valores mudam de acordo com o sistema utilizado e varia também se a pessoa é servidor público e correntista do banco. O financiamento é uma das questões que mais pesam para os brasileiros no processo de compra de um imóvel. Esse é um dos motivos pelo qual a notícia é bem-vinda por quem está em busca de uma residência, já que as altas taxas de juros podem adiar o sonho de comprar a casa própria.
Os novos números das taxas de juros começaram a valer desde o dia 9 de novembro. Os sistemas de financiamento da Caixa são o SFH (Sistema Financeiro Habitacional) e SFI (Sistema Financeiro Imobiliário), sendo o primeiro o mais popular. Para saber qual taxa de juros será aplicada ao financiamento do imóvel, os compradores precisam entender em qual sistema ele se enquadra e analisar o seu próprio perfil. Além desses dois pontos, deve ser feito o cálculo do financiamento junto ao banco para entender melhor como os juros pode se tornar vantajosos no decorrer do pagamento.

Taxa de juros para financiamento no SFH

Para a aprovação do financiamento no Sistema Financeiro Habitacional o valor do máximo do imóvel deve ser de R$ 750 mil em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Distrito Federal e R$ 650 mil nos demais estados do País. Todas as taxas tiveram redução de 0,25 ponto percentual. Os juros para financiamento mais baixos continuam sendo para os servidores públicos que recebem o pagamento do salário pela Caixa Econômica. Antes o valor estava em 10% e com a atualização caiu para 9,75%. Veja como ficou:
  • Queda de 10% para 9,75% ao ano para servidores públicos que recebem salário na Caixa;
  • Redução de 10,5% para 10,25% ao ano para servidores públicos;
  • Diminuição de 10,5% para 10,25% ao ano para clientes do banco;
  • Queda de 11% para 10,75% ao ano para clientes sem conta corrente na Caixa;
  • Para os não clientes da Caixa, a redução foi de 11,25% para 11% ao ano.

Valor de taxa de juros para financiamento no SFH

Para os financiamento que não entram no perfil do SFH, a Caixa possui o SFI. Ele ajuda a nortear custos para grandes instituições e investidores. Todos os valores da taxa de juros também caíram 0,25 pontos percentuais. Os juros mais baixos continuam sendo para os servidores públicos que recebem salário na Caixa. Veja como ficou:
  • Queda de 11% para 10,75% ao ano para servidores públicos que recebem salário na Caixa;
  • Redução de 15,5% para 11,25% ao ano para servidores públicos;
  • Diminuição de 11,5% para 11,25% ao ano para clientes do banco;
  • Queda de 12% para 11,75% ao ano para clientes sem conta corrente na Caixa;
  • Para os não clientes da Caixa caiu, de 12,5% para 12,25% ao ano.

Outra novidade no financiamento

Junto a redução da taxa de juros para financiamento, a Caixa também anunciou outra medida. O foco é o mercado de imóveis populares e de baixo custo, tanto os novos quanto os usados. Nesse caso, o banco diminuiu o valor do financiamento no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) de R$ 100 mil para R$ 80 mil. As taxas de juros para financiamento diminuem por conta da redução da Selic, a taxa básica de juros do Brasil, e das projeções de queda ainda maiores.
No País, a Caixa é a maior financiadora imobiliária. Outros bancos tendem a seguir a mesma linha e também podem vir a diminuir as taxas de juros aplicadas para a compra de imóveis usados, novos e na planta. No ano passado, a Caixa realizou diversos aumentos das taxas de juros. As reduções dos valores ajudam a fomentar ainda mais o mercado imobiliário e estimular o setor da construção civil brasileira.
O que você achou da redução da taxa de juros? Em sua busca, a taxa de juros foi um grande fator decisivo para decidir sobre a compra da casa dos sonhos? Deixe sua opinião nos comentários!

Nenhum comentário:

Postar um comentário